O que é exatamente o Purgatório?

Maria Simma

Maria Simma, uma fervorosa cristã, nascida na Áustria em 1915 e falecida em 2004, foi alvo da bondade generosa da Providência, recebendo revelações surpreendentes sobre as Almas do Purgatório.

Quando lhe perguntaram o que é exatamente o Purgatório, ela o descreveu de forma original e contundente:

Diria que é uma criação genial da parte de Deus. E aqui queria propor-lhes uma imagem toda minha. Suponham que um dia uma porta se abra e apareça um ser extraordinariamente belo, de uma beleza tal, que jamais viu-se algo semelhante sobre a terra. Ele nos causa fascínio, nos causa transtorno, tudo em razão de sua luz e beleza, tanto mais que ele demonstra estar loucamente apaixonado por vocês (o que nunca imaginaram). Também se dão conta que Ele tem um grande desejo de atraí-los a si, de abraçá-los; e o fogo do amor que queima já em seus corações os impele a precipitar-se entre seus braços. Porém vocês se dão conta, naquele exato momento, que fazem meses que não se lavam, que cheiram mal, que se sentem horrivelmente feios; o nariz escorrendo, os cabelos sebosos e pegajosos… Têm horríveis manchas de sujeira sobre a roupa, etc. Então dizem a si mesmos: “Não, não é possível que eu me apresente neste estado! É preciso que antes me lave, tome um banho, e tão logo possa, retorne a vê-lo.”

Porém é aqui que o amor, nascido em seus corações é tão intenso, tão forte, tão abrasador, que este atraso, devido ao banho, é absolutamente insuportável. E a dor mesmo da ausência, ainda que dure só poucos minutos, causa um ardor atroz no coração. E, certamente, este ardor é proporcional à intensidade da revelação do amor: é uma chama de amor…

Pois bem, o Purgatório é exatamente isto. É um atraso imposto por nossa impureza, um atraso antes do abraço de Deus, uma chama de amor que faz sofrer terrivelmente; uma espera, ou, se quiserem, uma nostalgia do Amor. É precisamente esta chama, esta ardorosa nostalgia que nos purifica de tudo o que ainda é impuro em nós. Atrever-me-ia dizer que o Purgatório é um lugar de desejo, do desejo louco por Deus, por Deus que já foi reconhecido e visto, porém ao qual a alma não pode se unir ainda.

Aprenda mais sobre o Purgatório clicando aqui!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: