Manuscrito do Purgatório – Continuação Post 15

photo credit: compostelavirtual.com via photopin cc
photo credit: compostelavirtual.com via photopin cc

1878

(Retiro de agosto) — Os grandes pecadores e os que ficaram toda vida afastados de Deus pela indiferença, e bem assim as religiosas que não foram o que deveriam ter sido, estão no grande purgatório. E lá as operações que se fazem por estas almas não são aplicadas. Elas foram indiferentes para com Deus em vida, e por sua vez agora Ele, o Senhor, é indiferente para com elas e as deixa numa espécie de abandono, a fim de que elas reparem assim a, sua vida que foi nula.

Ah! Não podeis imaginar nem representar ainda na terra quem é Deus. Nós, porém, o sabemos e o entendemos porque nossa alma está desprendida de todos os laços que a prendiam e impediam de compreender a santidade, a majestade do bom Deus, sua grande misericórdia. Somos mártires, nós nos derretemos de amor, por assim dizer. Uma força irresistível nos leva para o bom Deus como nosso Centro, e, ao mesmo tempo, uma força nos impele para o lugar da nossa expiação. Estamos neste estado oprimidas e aflitas pela impossibilidade de satisfazer os nossos desejos.

Ó que sofrimento! Nós, porém, o merecemos e aqui ninguém murmura. Queremos o que Deus quer. Ninguém poderá compreender na terra o que padecemos!

Sim, eu estou bem aliviada, eu não estou mais no fogo. Agora eu só tenho o desejo insaciável de ver a Deus, sofrimento bem cruel ainda! Sinto todavia que se aproxima o termo do meu exílio e me aproximo do lugar a que aspiro com todos os meus desejos.

Eu o percebo muito bem. Eu me sinto pouco a pouco mais livre, mas dizer quando chegará o dia, não o sei. Só Deus o sabe! Talvez eu ainda tenha de ficar anos a desejar assim o céu. Continuai sempre a rezar e eu vos pagarei mais tarde, embora eu desde já reze por vós, e muito.

Ó como são grandes as misericórdias de Deus para convosco! Quem poderá compreender porque Jesus age assim para convosco? Por que vos ama muito mais do que as outras? Será que o mereceis? Não. Pois o mereceis até bem menos do que outras almas. Mas Ele quer proceder assim para convosco! É Ele o Senhor das suas graças.

Sede então muito reconhecida. Ficai sempre em espírito aos pés do Senhor, e deixai que Ele faça o que quiser. Vigia muito vosso interior. Sede bem fiel ao examinar tudo que possa agradar a Jesus. Não tenhais olhos nem coração senão para Ele., Consultai-o sempre antes de qualquer coisa. Abandonai-vos ao que Ele quiser, e depois, ficai tranquila. Tudo quanto vos disse se há de cumprir. Não deveis pôr obstáculos, é Jesus quem o quer assim.

Quando eu estiver lá, eu vo-lo direi, mas eu penso que as grandes festas no céu se celebram por um duplo êxtase de admiração de ação de graças e sobretudo de amor.

Para que chegueis a uma grande união com Deus, como já vos disse, é mister que nada vos perturbe: penas, alegrias, sucessos, insucessos, boa, ou má graça. É mister que nada disto vos impressione nem um pouco, mas que Jesus domine tudo em vós e que tenhais os olhos fixos nele para compreender seus menores desejos.

Eu vos repito ainda, não tenhais medo de mim. Não me vereis no sofrimento. Mais tarde, quando estiverdes mais forte de alma, vereis as almas do purgatório. Mas não penseis que será para vos assustar. Deus vos dará então a coragem necessária, e tudo se fará para cumprir a sua santa vontade.

— Mas isto não é um castigo?

— Não. Eu estou aqui para meu alívio e para vossa santificação. Prestai um pouco de atenção ao que vos digo…

É verdade, mas eu acho estas coisas tão esquisitas… que posso eu pensar de tudo isto? Não é ordinário estar a vos escutar assim…

— Eu compreendo bem o vosso embaraço. Eu sei o que tendes sofrido com isto, mas já que Deus o permite, e é para meu alívio, deveis ter piedade de mim, não é? Quando eu estiver livre, vereis como eu vos darei mais do que fizestes por mim. Eu desde já rezo muito por vós.

Onde está a Irmã X?

— No grande purgatório, onde ela não recebe as orações de ninguém. O bom Deus fica muito contrariado, se assim posso falar, na morte de muitas religiosas, porque Ele chamou estas almas para que o servissem fielmente na terra, e fossem depois da morte imediatamente o glorificar no céu. E acontece o contrário, pelas suas infidelidades, ficam elas muito tempo no purgatório, muito mais tempo até que as pessoas do mundo que não receberam tantas graças!

Comentar!

Veja também: Manuscrito do Purgatório – Continuação Post 14

Deixe uma resposta

CAMPANHA PELAS ALMAS DO PURGATÓRIO!!!

LIVRO IMPRESSIONANTE SOBRE O PURGATÓRIO ACABA DE SER

TRADUZIDO PARA O PORTUGUÊS

 

Na compra do livro, você estará colaborando com a
oferta de Mil Missas pelas Santa Almas! Saiba mais!

 

CAMPANHA PELAS ALMAS DO PURGATÓRIO!!!

LIVRO IMPRESSIONANTE SOBRE O PURGATÓRIO ACABA DE SER

TRADUZIDO PARA O PORTUGUÊS

Na compra do livro, você estará colaborando com a
oferta de Mil Missas pelas Santa Almas! Saiba mais!

 

%d blogueiros gostam disto: