Aula sobre o Credo (IV) Padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado

Por este artigo do credo, manifestamos nossa crença na crucifixão e morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, por onde operou a redenção do gênero humano, como narram os Santos Evangelhos.

Uma vez que Cristo assumiu integralmente a natureza humana, sofreu também as dores da flagelação e da crucifixão como propriedade da natureza que compartilhou conosco. O que era passível e mortal – diz catecismo de Trento – permaneceu passível e mortal. O que era impassível e imortal, sua natureza divina, permaneceu impassível e mortal.

Deus escolheu esse gênero de morte para operar a redenção por ser o que parecia mais próprio e acomodado para este fim tão grande e solene, porquanto não havia outro tão humilhante e mais vergonhoso.

Se há o que ofereça dificuldade, ao espírito e ao coração humano, será sem dúvida o mistério da cruz, que de todos é considerado o mais difícil e impenetrável. Todo esforço é pouco para chegarmos a compreender que nossa salvação depende da própria cruz, e d’Aquele que nela foi pregado por nossa causa.

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: